Há sinais de fumaça entre o prefeito ACM Neto e Jacques Wagner. Depois de constantes notas dando conta de que Wagner teria dito que Neto não seria candidato em 2018 por causa da delação da Odebrecht, o deputado federal Paulo Azi (DEM) reagiu à última nota sem fonte declarada aonde Wagner teria dito na reunião do Conselho Político de Rui Costa que Neto era o mais prejudicado pelas revelações da empreiteira o que comprometeria 2018. Azi atacou dizendo que quem estaria com 2018 ameaçado era Rui pois na delação da Odebrecht capitulo Wagner comprometeria Rui. Ontem (20) perguntado pelas declarações de Wagner de que ele estaria com 2018 comprometido, Neto subiu o tom e disse que Wagner não tinha moral para fazer tal comentário. No fim do dia, Wagner divulgou uma nota negando que tivesse feito tal comentário na reunião do Conselho e que o prefeito ficasse calmo, não acreditasse em notas em off e que se ele tivesse de falar seria em on. Tudo indica que os dois grupos devem parar de falar em vetos de candidatura para 2018.